EM NOTA, PORTUGUESA DIZ QUE NÃO VAI DESISTIR DE JOGAR A SÉRIE A EM 2014

alvarocesario_stjd_thalessoares

 

Lusa emite comunicado em seu site oficial e admite que buscará permanência na elite do futebol brasileiro na próxima temporada ‘dentro das esferas legais’

Inconformada com o resultado do julgamento no Pleno do STJD na última sexta-feira, a diretoria da Portuguesa agora estuda quais medidas irá tomar daqui para frente. Depois de o presidente Manuel Da Lupa admitir a possibilidade de o clube buscar seus direitos na Justiça comum, a Lusa publicou em seu site oficial uma nota afirmando que “buscará recuperar o direito que conquistou em campo de disputar a Série A”.

De acordo com a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, a Portuguesa foi punida com a perda de quatro pontos pela escalação irregular do meia Heverton na partida contra o Grêmio,  no dia 8 de dezembro, no estádio do Canindé, em partida válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro e que terminou empatada sem gols.

Pela nova classificação da competição nacional, a Lusa caiu da 12ª posição para a 17ª colocação, agora integrando a zona de rebaixamento. Tal mudança beneficiou o Fluminense, que escapou da queda para a Segunda Divisão do futebol brasileiro.

SAIBA MAIS

Na última sexta-feira, jogadores e torcedores da Portuguesa se manifestaram após a decisão do Pleno do STJD de manter a punição ao clube.Diogo fez desabafo no Twitter e criticou os rivais que festejaram o resultado. Já no Facebook, uma imagem foi postada no perfil oficial da Lusa com uma convocação para uma”Missa de Sétimo Dia, pela moralidade do futebol brasileiro”.

Presente no Rio de Janeiro durante o julgamento, o presidente Manuel Da Lupa admitiu que o clube rubro-verde vai procurar seus direitos na Justiça comum e atacou o Fluminense. O dirigente usou o termo ‘canetada’ para falar da comemoração dos tricolores pela permanência na Série A do futebol brasileiro.

Confira a íntegra da nota oficial:

“A Associação Portuguesa de Desportos vem a público afirmar que não está de acordo com a decisão tomada no Pleno do STJD no julgamento que se iniciou na manhã desta sexta-feira (27), e que buscará, dentro das esferas legais, recuperar o direito que conquistou em campo, que é jogar a Série A do Campeonato Brasileiro de 2014.”